Luciano Brayner

Cantor, compositor, instrumentista e arranjador.

E-mail: lucianobrayner@gmail.com

Telefone Público: (88) 98814-1914

Endereço: Rua Manoel Piraca de Souza, 680 , Professora Maria Geli Sá Barreto (Brejo Seco), 63038-135, Juazeiro do Norte, CE

CEP: 63038-135

Logradouro: Rua Manoel Piraca de Souza

Número: 680

Complemento: Professora Maria Geli Sá Barreto (Brejo Seco)

Bairro: Professora Maria Geli Sá Barreto

Município: Juazeiro do Norte

Estado: CE

Descrição

LUCIANO BRAYNER

RELEASE

Cantor, compositor, arranjador e instrumentista, Luciano Brayner apresenta um trabalho onde estabelece um rico diálogo entre a musicalidade nordestina, incluindo algumas de suas tradições, e outras correntes presentes na Música Brasileira, cujo resultado se traduz numa música eclética, marcada por influências de vários sotaques e estilos.

Com forte presença de palco e com uma voz com grandes recursos expressivos, o artista nos oferece um repertório autoral de muita originalidade embalado por interpretações vigorosas. Como pifeiro, valoriza e difunde a cultura do pife apontando para novos contextos e ambientes musicais de inserção do instrumento.

Samba, Cabaçal, Ijexá, Bossa Nova, Baião, Maracatu, são alguns dos muitos gêneros que se interlaçam na sua música, num trabalho que demonstra, cada vez mais, a qualidade e a diversidade da música popular independente produzida no Cariri e no Nordeste atualmente.

HISTÓRICO

Filho de pai pernambucano e mãe paulista, Luciano Brayner nasceu em Pindamonhangaba no interior de São Paulo, mas ainda na infância, mudou-se para o Recife, cidade onde passou a maior parte da sua vida e onde se fez músico e artista.

Estudou no Conservatório Pernambucano de Música, na Universidade Federal de Pernambuco e, atualmente, é graduando do curso de Licenciatura em Música da Universidade Federal do Cariri.

Luciano traz na bagagem 25 anos de uma atuação musical diversificada – participou de óperas e de musicais, praticou Música de Câmara, integrou orquestras de blocos carnavalescos e, como compositor e intérprete, participou de diversos festivais de Música Popular, conquistando vários prêmios, com destaque para o Festival de Música Carnavalesca do Recife, vitorioso em cinco edições consecutivas, com Maracatus e Caboclinhos de sua autoria, com músicas suas presentes em cinco coletâneas lançadas de 2007 a 2012.

Radicado no Cariri há 18 anos, tem participado ativamente da cena cultural da região, apresentando-se nos mais diversos espaços e eventos culturais, com seus shows autorais, projetos coletivos e parcerias.

Foi integrante, por vários anos, do grupo juazeirense Zabumbeiros Cariris, parceiros com os quais realizou inúmeros shows no Cariri, em Fortaleza, São Paulo, Brasília e Portugal. Com eles produziu e lançou em 2007 um disco homônimo, o primeiro da trajetória da banda e ainda participou das coletâneas Ceará Original Soundtrack (2006), Mostra SESC da Música Cearense (2007) e 10 Anos do Centro Cultural Banco do Nordeste.
Criou, juntamente o os Zabumbeiros Cariris, e coordenou por vários anos (2004 a 2017) o grupo Samba de Feira, voltado para a interpretação de obras de grandes mestres da música nordestina, com os instrumentos tradicionais - rabeca, pife, sanfona e percussão, tendo a rua como palco principal.

Em 2012, lançou o elogiado CD autoral “CASA DE BADZÉ”, seu primeiro disco solo, onde reuniu um time de mais de 60 músicos e nomes expressivos da cena musical pernambucana e caririense, contando com o incentivo do edital FUNCULTURA/PE.

Em 2014 e 2015, em mais uma parceria com os Zabumbeiros Cariris, realizou duas turnês pelo estado do Ceará, difundindo a cultura do Juazeiro e do Cariri, com shows e intervenções musicais em mercados públicos e feiras livres, através do projeto “Canto de Feira”, contemplado pelo Edital de Incentivo às Artes da Secult/CE e pelo Edital Plataforma de Circulação em Música e Artes Cênicas da Petrobras.

Em 2017, tem intensa colaboração no CD GUERREIRO DE FITAS, segundo disco do grupo Zabumbeiros Cariris, na condição de preparador, arranjador e diretor vocal, como músico convidado e compositor – gravou versão do caboclinho Clariô Okê, música vitoriosa no Festival de Música Carnavalesca de Recife - 2012.

Em 2018, apresentou o show ACORDADO, montado especialmente para o Festival Cordas Ágio, no Crato, reapresentado no mesmo ano no Teatro Alberto Vasmozi, no SESC Crato e no Teatro Patativa do Assaré, SESC Juazeiro.

Ainda nesse mesmo ano, com o grupo Cantares, formado por professores e alunos do curso de Música da UFCA, montou e apresentou o show “Cancioneiro Elomar”, em homenagem ao compositor Elomar Figueira Melo.

Como pifeiro, inicia a parceria com o percussionista Francisco Gomide e o grupo Batuque de Reis, voltado para a formação de jovens percussionistas, ancorado na sonoridade da Música Cabaçal. Gravam clipe e realizam uma série de apresentações em escolas e eventos do ciclo junino do Juazeiro.

Cria o projeto Pifarada da UFCA, reunindo um grupo de alunos da universidade, apreciadores e pifeiros, pra tocar na rua, em especial, nas festas populares, embrião de um futuro núcleo de estudos do pife na UFCA.

Em 2019, com o show instrumental Pífe Torto, participou do II Festival Arajara Jazz e Blues, em Barbalha.

Mais recentemente, já no período de pandemia, realizou duas lives, com seu trabalho autoral, dentro da programação do Edital Cultura em Casa, da Secretaria de Cultura da Prefeitura Municipal do Juazeiro do Norte.

Atualmente, atua como flautista, cantor, compositor e arranjador junto à Orquestra Sinfônica da Universidade Federal do Cariri (de forma remota) e aguarda a pandemia passar para retomar os projetos presenciais – novo show, parceria com o Batuque de Reis, Pifarada da UFCA, e a continuidade das diversas colaborações musicais dentro do circuito de bares noturnos e nos espaços e eventos culturais da região.

Vídeos

Galeria

evento entre e Baixar Planilha

Nome:

E-mail:

Tipo:

Mensagem:

Enviando mensagem

Enviando mensagem